SANTOS POESIAS


SEJA BEM VINDO E VISITE "SANTOS POESIAS" E LEIA, AS INJUSTIÇAS DA VIDA, RETRATO DE MÃE, O VALOR DA HUMILDADE, SER FELIZ É SÓ QUERER, SONHOS COMBUSTÍVEL DA VIDA, EU SÓ TENHO UMA VIDA, A VIDA É SEMPRE ASSIM, MUITAS COISA, COISAS SENTIDAS, DORES ANÍMICAS, A VIDA ME ENSINOU, PERSEGUIÇÃO, NÃO AME PELA BELEZA, BEM NO ROSTO DE MINHA SOLIDÃO, AMOR PROIBIDO, A MÚSICA DE NOSSO AMOR, SERRA BRANCA, SERRA BRANCA II, O MISTÉRIO DO AMANHÃ, ESTOU ME AFASTANDO, SONHOS & MÁGOAS, FRASES"AMEAÇAS, DIA MUNDIAL DA ÁGUA, DIFICIL É PEDIR PERDÃO, Minha vida sem você, NAS OFICINAS DA VIDA, FAÇA SEU COMENTÁRIO,

sexta-feira, abril 08, 2011

Mãe...Eterna saudade


Mamãe você estar no céu!
Com os anjos, canta louvou...
Mas na terra sinto o cheiro!
E nas comidas o sabor...
De tudo que preparavas,
Aos teus filhos alimentavas!
Com carinho e muito amor.

Das tuas mãos carinhosas!
Que tanto nos afagou...
Ainda sinto o perfume,
Que em mim você botou!
Lembro os cabelos macios,
Que eu puxava os fios...
Quando mudavam a cor.

Na casa onde morávamos,
Ainda existe  panelas...
Em um canto pendurado,
Não brilha mais como era...
Porque quando tu lavavas,
Num espelho transformava!
Eu via meu rosto nelas.

Na sala está na parede!
Um retrato envelhecido...
Com teu rosto sorridente!
Mas eu vejo entristecido,
Procuro ali um cantinho...
Fico chorando baixinho!
Com meu coração ferido.

Na casa tudo é silêncio!
Não mais se houve a canção...
Que aos domingos cantavas!
Preparando a refeição,
Com a tua voz sonora...
Que eu guardo na memória,
Eu quem fazia o refrão!

À noitinha tu botavas...
Nós quatro para rezar!
Todos ainda pequenos,
Traquinos a te perturbar...
Em nós tu davas tapinhas,
Mas ao fim da ladainha!
Ias pra quarto chorar.

Tu choravas por amor...
Com pena porque bateu,
Com tuas mãos carinhosas!
Em quem desobedeceu,
Mas na tua consciência!
Julgavas ser imprudência...
Bater num filho que é seu.

Logo pela manhãzinha,
Estavas a preparar...
Uma comida quentinha!
Para nos alimentar,
Pra nos levar pra escola...
Levavas até as sacolas!
Pra peso nós não pegar.

Assim foi a tua vida,
Lutou pra nos ensinar...
Pra sermos obediente!
E na vida prosperar...
Foste, a escola da vida!
Mas com a tua partida...
Não temos mãe para amar.

Não amamos fisicamente!
Amamos com o coração,
Mamãe você estar ausente...
Mas nós ouvimos à canção!
Quando no quarto cantavas,
Cada um tu abraçavas...
Quando pedíamos a benção...!

htt://recantodasletras.uol.com.br/autores/anízio
az-anizio@hotmail.com
Campina Grande, 27/04/2007.T


Seja Bem Vindo

Jacson do Pandeiro e Luiz Gonzaga

Jacson do Pandeiro e Luiz Gonzaga
Íconos de nossa cultura nordestina

Campina Grande

Campina Grande
Palácio das Industrias e açude velho

Visite

Visite
Rainha da Borborema

Seguidores